Faculdade em Cambuquira cria Polo Tecnológico

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

Por Daniel Lacerda

Transformar a cidade de Cambuquira, no Sul de Minas Gerais, a 300 km de São Paulo, em um polo tecnológico especializado em eficiência energética aplicada à Gestão Ambiental. Este é um dos objetivos da Faculdade Trilógica Keppe & Pacheco (Fatri), sediada no Circuito das Águas mineiro.

O passo inicial desse projeto é capacitar a primeira turma do curso superior de Tecnologia em Gestão Ambiental, recém-criado. E, para isso, a instituição tem trunfos exclusivos. Um deles é a chamada “prática integradora”, para inclusão dos alunos no mercado de trabalho regional.

Segundo o vice-diretor, Eduardo Castelã, os gestores ambientais da Fatri poderão atuar diretamente na comunidade, em iniciativas para tratamento de resíduos sólidos, programas de reciclagem e irrigação agrícola – áreas em que já há parcerias em negociação. E, tudo, a partir do mapeamento das necessidades da população, tendo como norte a eficiência energética – campo de pesquisa no qual a instituição tem amplo know-how.

Isso porque a mantenedora detém a patente da tecnologia Keppe Motor, desenvolvida pelos pesquisadores César Soós, Alexandre Frascari e Roberto Frascari, professores da casa.

Com capacidade de economizar até 90% de energia, o Keppe Motor se baseia na captação de energia escalar, descoberta por Nikola Tesla, e na Nova Física desenvolvida pelo cientista Norberto Keppe. Empregada atualmente na fabricação de ventiladores industriais e comerciais de parede ou coluna, a tecnologia permite a otimização do uso de energia disponível, alavancando o poder produtivo de empresas e da nação

E não é somente com o Keppe Motor e seus criadores que os alunos terão contato. O cientista Boris Petrovic, sobrinho de Nikola Tesla e fundador do Instituto de Tecnologias Sustentáveis Nikola Tesla em Brasília, também dará aulas no curso de Gestão Ambiental.

Gestão de Conflitos e Empreendedorismo – Dois outros trunfos da Fatri para a criação do futuro polo de tecnologia em inovação em sustentabilidade em Cambuquira são, também, dois outros diferenciais da instituição.
Durante os quatro semestres de curso, serão ministradas 160 horas/aula da disciplina de Gestão de Conflitos, cujo objetivo é capacitar o gestor ambiental a atuar na mediação de interesses divergentes nos âmbitos público e privado, social e governamental.

A formação também irá desenvolver o empreendedorismo e preparar o profissional para atuar nas Empresas de Serviços de Conservação de Energia (ESCOs), um dos setores que mais crescem no mundo, a partir de disciplinas específicas, como Química Ambiental, Avaliação de Impacto Ambiental, Recursos Naturais e Manejo Integrado e Direito e Legislação Ambiental.

O curso superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Fatri tem duração de dois anos. As aulas começam em fevereiro, e o ingresso se dá por provas tradicionais, agendadas ou apresentação de nota do Enem.
A faculdade aceita diversas opções de financiamento e bolsas de estudo (FIES, ProUni, Educa Mais Brasil e Quero Bolsa), além de possuir convênios com empresas e prefeituras da região.

 

Sede da Faculdade Trilógica Keppe & Pacheco
Av. N. S. Aparecida, 59 – Centro – Cambuquira – MG

Informações e inscrições:

keppepacheco.edu.br/vestibular-2019
(35) 3251-3800 | 98872-3470

Fonte: Diário do Comércio

a-resolucao-dos-conflitos-advem-da-interiorizacao-fatri

A Resolução dos Conflitos Advém da Interiorização

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

A senhora L.G. disse que o marido a impedia de viver a existência que queria, colocando empecilho ao seu trabalho.

— O que a senhora associa ao seu marido? — perguntei-lhe.
— Dificuldades… dificuldades…
— Coloque o seu marido no seu interior.
— Ah! O senhor pensa que sou eu que estou dificultando minha existência?
— É a senhora que está dizendo.

Bem antes da descoberta do processo de inversão, eu vinha tentando levar o cliente a ver, em seu íntimo, tudo o que olhava na sociedade e nas outras pessoas. É muito conhecido o exemplo, de Freud, sobre o espelho que o psicanalista seria para os clientes. Pois bem, estendi tal conceito de modo geral ao mundo exterior, colocando todos os fatos externos como referência aos internos.

A interiorização é o processo mais importante em toda a Psicanálise Integral, porque constitui na volta ao próprio interior: a fonte da vida e felicidade.

O senhor J. V., com a idade de 32 anos, veio fazer psicanálise devido a suas dificuldades no relacionamento afetivo-sexual; era homossexual.

J.V.: — Eu tinha uma dor de cabeça, que me parecia mais de consciência, pois, quando saí daqui, desapareceu completamente.

Psicanalista: — Dor de consciência do quê?

J.V.: — Da minha vida perdida, da forma que eu levei a vida, com todas as minhas bobeiras; com as atitudes destrutivas, juntamente ligadas ao homossexualismo; minhas invejas, complexos, megalomania, arrogância… não sei se acredito nisso.

Psicanalista: — Por que não admite que o senhor possa cometer erros?

J.V.: — Eu acho que não aceito a consciência de meus erros; penso que faço tudo certo, direitinho. A procura que faço da perfeição é tão grande, que não me deixa ver os erros que cometo.

Note o leitor, neste ponto, que o cliente não procurava bem a perfeição, mas se achava perfeito — por esse motivo, tinha dificuldade em admitir seus erros. Esse perfeccionismo é muito ligado ao que eu chamo de teomania: o desejo do homem de ser um outro deus.

J.V.: — Eu sempre tive a opinião de que a mulher não presta; quando meu irmão namorava eu queria separar os dois.

Psicanalista: — Essa ideia de separar um do outro, a que o senhor associa?

J.V.: — Separar… Separar…

Psicanalista: — Separar o interior de si mesmo; colocar o afeto longe. Viver fora de si.

Os fatos externos demonstram os psicológicos; eles se constituem no meio mais eficaz para que conscientizemos nossa realidade

 

Se o leitor reparar bem, verá um novo tipo de interpretação da Psicanálise Integral. Enquanto Freud analisava sob o ponto de vista do Complexo de Édipo, nós interiorizamos o seu significado, vendo-o como o tipo de relacionamento que uma pessoa tem para consigo mesma, o que ela faz com a sua vida interior.

A interiorização foi o primeiro passo que dei na compreensão e formação dessa ciência — devendo ser a sua finalidade, isto é, a sua consecução. No momento em que o indivíduo estiver bem interiorizado, terá chegado ao final do processo. Interiorização é a percepção do próprio interior; é a verdadeira tomada de consciência, porque é o contato direto com ela. Aliás, nós consideramos a consciência como algo existente por si, esperando apenas que a aceitemos — e aceitando-a, estaremos em contato com o Criador.

 

a-glorificacao-norberto-keppeNorberto R. Keppe
Extrato do livro A Glorificação

Psicanalista, filósofo, cientista social, pedagogo e físico independente, autor de 42 livros, fundador e presidente da SITA – Sociedade Internacional de Trilogia Analítica, que unificou a ciência à filosofia e teologia.

 

 

Boletim Informativo Ano I – N°4 | Faculdade Trilógica Keppe & Pacheco

inversao-no-trabalho-patologia-das-leis-advocacia-jornal-stop-a-destruicao-do-mundo

Patologia das Leis: Inversão no trabalho

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

Existe uma grande diferença entre aquilo que “idealizamos” e a realidade. Por isso que a nossa estrutura de leis causa de fato um enorme estrago, tanto para a sociedade como para o indivíduo. Isso se dá, pela falta de conhecimento sobre o interior do ser humano, das nossas intenções e aquilo que inconscientizamos. Acreditamos no que pensamos, como base de criação de nossa realidade.

O legislador afirma que o consenso político nasce de um debate democrático consciente no Congresso e acredita no fruto dessa dinâmica, nas leis que daí surgem. Mas não é isso que acontece. Para entendermos o porquê desse estrago, temos que adentrar no aspecto patológico das emoções e da psique humana, ou seja, perceber a inveja, a inversão e a soberba.

Sem esse conhecimento vamos perpetuar no erro.

Até hoje a humanidade não percebeu a importância de conscientizar a maior descoberta de Freud sobre o inconsciente- ela nunca foi bem compreendida e aplicada. Entretanto, agora com o trabalho de Keppe que cientificamente explica e une os três aspectos da filosofia, teologia e ciência, temos os instrumentos necessários para desinverter a nossa percepção.

No Brasil por exemplo, a legislação trabalhista reflete bem uma grave inversão: ao invés de buscar-se um equilíbrio entre trabalho e capital, entre empregador e empregado, foi instaurada uma visão negativa do trabalho em si, como um mal necessário, um sacrifício, aprisionamento e não como a fonte de toda a realização, bem-estar e prosperidade.

Assim sendo, todas as medidas e leis promulgadas, ao invés de incentivarem o trabalho, só criaram barreiras através de instrumentos de controle, prejudicando tanto o trabalhador, as empresas de um modo geral, como o país. (impostos, burocracia, sobrecarga de benefícios)
As leis têm de estar em ressonância com a essência do ser humano que é boa bela e verdadeira, contudo nossa percepção da realidade está invertida, vemos no bem um mal e no mal um bem.

Só não estamos desfrutando do Reino Divino aqui e agora nessa existência, devido à inversão de nossas leis. As leis refletem a vontade de uma nação e o direcionamento que esta tomará no curso de sua história.

Ocorre que, se não avaliarmos esse corpo de leis levando em consideração os aspectos da psicopatologia e da psico-sócio-patologia, acabamos por transferir esses aspectos patológicos inconscientes no bojo das normas jurídicas causando grandes prejuízos e levando a paralisação da sociedade.

Bibliografia

KEPPE, N.R. Trabalho e Capital – Proton Editora. São Paulo. 1989
KEPPE, N.R. Escravidão e Liberdade – Proton Editora. São Paulo. 2011
KEPPE, N.R. Libertação dos Povos – Proton Editora. São Paulo. 1999
KEPPE, N.R. Metafísica Trilógica, A Libertação do Ser – Proton Editora. São Paulo. 1987

 

Rodrigo Angélico Pacheco, advogado

Advogado formado no ano de 2002 pela Faculdade de Direito das Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU/SP, especializado na área de Direito Imobiliário, notadamente no ramo das relações jurídicas condominiais, bem como na área de interpretação e adaptação de contratos estrangeiros ao sistema jurídico brasileiro (inglês e francês fluentes), foi aluno da universidade de Altos Estudo de Direito e Economia (Paris II – ASSAS), no período de 1989 a 1993 e freqüentou o Curso de Letras do Instituto Católico de Paris de 1993 a 1996, licenciado por este curso –  Instituto Superior de Tradução de Intérprete – ISIT.
Membro da American Bar Association (Associação da Ordem dos Advogados dos Estados Unidos) inscrito no número 02095430

inversao-no-trabalho-patologia-das-leis-advocacia-jornal-stop-a-destruicao-do-mundo

Keppe Motor Lança Ventilador Mais Econômico do Mercado

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

Tecnologia internacionalmente premiada, a Keppe Motor acaba de lançar no Brasil um ventilador muito mais refrescante que os demais do mercado e que economiza de 70 a 90% no consumo de energia.

Este ventilador oscilante de parede/coluna, com diâmetro de 60 cm, produzido totalmente no Brasil, é o primeiro TRIVOLT da categoria: funciona em 127/220V e também no painel solar com uso de um simples adaptador; neste caso, acoplado a uma pequena placa fotovoltaica de 70Wp funciona independente da rede elétrica durante o dia e, à noite, passa automaticamente para a rede elétrica, retornando à placa ao amanhecer.

Trata-se de um ventilador de motor frio, trabalhando próximo à temperatura ambiente (enquanto os tradicionais aquecem facilmente, ultrapassando os 70 graus centígrados). Como resultado, o ventilador com a tecnologia Keppe Motor proporciona um vento geladinho e gostoso, que cria um bom ambiente de trabalho e conserva equipamentos sensíveis ao calor, ao contrário das lufadas dos ventiladores similares tradicionais, cuja brisa produzida e aquecida pelo próprio motor dá, após algum tempo, a sensação de ambiente sufocante.

A Tecnologia Keppe Motor conquistou em 2014 o primeiro prêmio de inovação tecnológica e eficiência energética na maior feira mundial de eletrônicos de Hong Kong, na China; a seguir, mais dois prêmios nos EUA e um no Brasil, onde recebeu o diploma do PROCEL 2016/17 de produto de maior eficiência energética do mercado, graças à sua tecnologia patenteada de motores ressonantes, baseada no livro A Nova Física da Metafísica Desinvertida, de autoria do cientista austríaco-brasileiro Norberto Keppe.

Este produto, também usado em residências, é ideal para estabelecimentos comerciais, igrejas, fábricas, escolas, salões de festa, auditórios, entre outros, onde a enorme economia de energia e baixas temperaturas são fundamentais para redução de custos operacionais dessas instalações.

keppemotorshop.com

Cesar Soós,engenheiro KEPPE MOTOR

 

Boletim Informativo Ano I – N°4 | Faculdade Trilógica Keppe & Pacheco