Por que o governo federal viola a lei das vacinas há 30 anos

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

Em meu artigo anterior sobre esse assunto, estabeleci que, como resultado do trabalho de Robert F. Kennedy, Jr. e Del Bigtree, agora sabemos que o governo federal violou a lei das vacinas por 30 anos.

O Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS), a partir de 1988, deveria relatar a cada dois anos ao Congresso, sobre os esforços em curso para melhorar a segurança das vacinas. Nenhum relatório foi feito.

Então… por que eles não seguiram a lei?

Primeiro: Arrogância. Agências federais, quando pensam que podem se safar, ignoram completamente uma lei. Eles fingiram que a lei não existia.

Segundo: Seguir a lei teria constituído uma admitir de fato que a segurança das vacinas é um problema. Se você precisar atualizar seus esforços nessa direção a cada dois anos, há um problema sério. O governo federal não quer, em hipótese alguma, admitir que as vacinas causem danos generalizados.

Terceiro: O CDC (Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos) compra e vende US$ 4 bilhões em vacinas a cada ano. Participar de um negócio tão grande, enquanto admite que as vacinas sejam um problema contínuo de segurança, não cria um quadro coerente. Isso levanta muitas questões desconfortáveis.

Quarto: O governo federal gostaria de abrir as portas para mais e mais denunciantes de vacinas ao longo dos anos? O pesquisador de longa data do CDC, William Thompson, denunciou a pesquisa fraudulenta de autismo da vacina MMR, em 2014. Imagine Thompson e alguns outros abrindo TODO o jogo, contando tudo o que sabem sobre mentiras criminosas e encobrimentos no CDC nos últimos 30 anos. Você começa a cavar um buraco em um lugar pútrido e todos os tipos de material podres vão surgir.

Quais são as chances de que, em algum lugar nas entranhas do CDC, entre seus 15.000 funcionários, haja um que saiba – e possa decidir explicar – que todo o programa de vacinação é uma farsa e uma farsa desde o começo; que as vacinas não produzem imunidade, mas produzem muitas lesões neurológicas graves (incluindo lesões fatais); que crianças não vacinadas e criadas de forma naturalmente saudável estão muito melhor do que as crianças vacinadas.

Você acha que o governo federal gostaria de continuar a botar a boca no trombone com os atuais inquéritos de segurança sobre as vacinas, e arriscar que alguém de consciência finalmente decida sair das sombras e contar toda a verdade?

Eu acho que não.

Eventualmente, esses relatórios do HHS para o Congresso atrairiam uma grande atenção do público, e as audiências abertas seriam forçadas a existir. Imagine, em uma dessas sessões televisionadas, um cientista de renome do CDC, no final de sua exposição, dizer, com grande ênfase:

“Todo o negócio de vacinas é um absurdo. Por exemplo, quando dizemos que grandes campanhas de vacinação eliminaram tal e tal doença, isso é um conto de fadas. A vacina tem um efeito sobre o corpo. Ela pode prejudicar a resposta do sistema imunológico. E, nesse caso, você não verá as erupções e inchaços vermelhos e outros sinais de uma doença em particular. Mas não pense por um segundo que isso significa que a doença foi exterminada. Não. Por causa da toxicidade da vacina, o sistema imunológico fica fraco demais para responder com forças, e é por isso que você não vê as erupções se desenvolverem. Em vez disso, a vacina causa outros tipos de problemas no corpo. O problema pode ser neurológico. Pode ser uma infecção debilitante crônica. Nenhuma doença foi realmente eliminada… apenas sua aparência mudou. A saúde geral da criança piorou… e isso é uma coisa muito ruim. Temos que parar de mentir sobre isso… ”

Por que o governo federal aumentaria a chance de algo assim acontecer? Não, é muito melhor ignorar a lei, esperar que ninguém perceba, nunca estude a segurança das vacinas e nunca tente melhorá-las. É tolice pensar que você pode levantar um pouco a tampa da caixa de Pandora. Melhor tentar pregar a tampa para sempre.

Caso você não tenha notado, isso não está funcionando.

Por Jon Rappoport


Artigo original

Why the federal government broke vaccine law for 30 years

In my previous article on this subject, I established that, as a result of Robert F Kennedy, Jr.’s and Del Bigtree’s work, we now know the federal government broke vaccine law for 30 years.

The Dept. of Health and Human Services (HHS), starting in 1988, was supposed to report every two years to the Congress, on ongoing efforts to improve vaccine safety. NO REPORTS WERE EVER MADE.

So…why didn’t they follow the law?

One: Arrogance. Federal agencies will, when they think they can get away with it, ignore a law entirely. They’ll pretend it doesn’t exist.

Two: Following the law would have constituted a de facto admission that vaccine safety is a problem. If you need to update your efforts in that direction every two years, there is a serious problem. The federal government does not, under any circumstances, want to admit vaccines cause widespread harm.

Three: The CDC buys and sells $4 billion worth of vaccines every year. Engaging in such huge business, while admitting vaccines are a continuing safety problem, doesn’t create a coherent picture. It raises many uncomfortable questions.

Four: Would the federal government want to open the door to more and more vaccine whistleblowers over the years? Long-time CDC researcher, William Thompson, did blow the whistle on fraudulent MMR-vaccine-autism research, in 2014. Imagine Thompson and a few others spilling ALL the beans, telling everything they know about criminal lying and cover-ups at the CDC during the past 30 years. You start digging a hole in a putrid place, all sorts of rank material is going to emerge.

What are the chances that, somewhere in the bowels of the CDC, among its 15,000 employees, there is one who knows—and might decide to explain—that the whole vaccination program is a scam and a hoax from the ground up; that vaccines don’t really produce immunity, but do produce many severe neurological injuries (including fatal injuries); that unvaccinated children who are raised in a naturally healthy way are far better off than vaccinated children.

Would the federal government want to keep stirring the pot with ongoing probes of vaccine safety, and risk someone of conscience finally deciding to step out of the shadows and tell the whole truth?

I think not.

Eventually, these HHS reports to Congress would attract a great deal of public attention, and open hearings would be forced into existence. Imagine, at one of these televised sessions, a CDC scientist of repute, at the end of his tether, saying, with great emphasis:

“The whole vaccine business is nonsense. For example, when we say large vaccine campaigns have wiped out such-and-so disease, that’s a fairy tale. The vaccine does have an effect on the body. It can impair the body’s immune system response, in which case you won’t see the rashes and red bumps and other signs of a particular disease. But don’t think for a second that means the disease has been wiped out. No. Because of the toxic vaccine, the immune system is made too weak to respond with power, and that’s why you don’t see the rashes develop. Instead, the vaccine causes other kinds of problems in the body. The problem could be neurological. It could be a chronic debilitating infection. No disease has really been wiped out…only the appearance has changed. The overall health of the child has gotten worse…and this is a very bad thing. We have to stop lying about it…”

Why in the world would the federal government increase the chance of something like that happening? No, much better to ignore the law, hope no one notices, never study vaccine safety, and never try to improve it. It’s folly to think you can raise the lid on Pandora’s Box a little bit. Better to try to nail that lid shut forever.

In case you haven’t noticed, that’s not working.

By Jon Rappoport

opiniao-por-que-o-homem-destroi-a-si-ao-proximo-e-a-natureza

Opinião: Por que o homem destrói a si, ao próximo e a natureza?

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

O ser humano possui uma atitude au­todestrutiva e alodestrutiva

Norberto Keppe, funda­dor da Sociedade In­ternacional de Trilogia Analítica (Sita), que trabalhou em Viena com o psicanalista Viktor Frankl e outros grandes estudiosos do ciclo de Viena, afirma que o ser humano pos­sui uma energética invertida e, devido a essa inversão incons­ciente, possui uma atitude au­todestrutiva e alodestrutiva na quase totalidade de sua traje­tória existencial. Sem que ele se dê conta, suas atitudes em relação aos entes próximos, a ele mesmo e ao meio ambiente expressam um enorme senti­mento de inveja a tudo que na­turalmente é bom, belo e ver­dadeiro.

Diz Keppe que, a menos que essa insanidade seja conscien­tizada, agora com a degrada­ção crescente do planeta, as chances de a civilização en­trar num processo de entropia acelerada e consequentemente em colapso são muito grandes. Em sua análise sobre a huma­nidade em geral, o revolucio­nário psicanalista ressalta que a destruição dos bens metain­dividuais, das belezas da natu­reza, do meio ambiente como um todo, são apenas um dos desdobramentos dessa terrível inversão. Naturalmente – diz ele – “Existem diferentes níveis patológicos nos seres huma­nos, sendo que entre os mais doentes estão os avarentos, os cobiçosos de muito poder, os teomaníacos e os megaloma­níacos”. Ele afirma corajosa­mente que os indivíduos muito cobiçosos de riquezas, que pos­suem uma atitude sempre vol­tada para a conquista de mais e mais dinheiro, mais e mais poder, são muito doentes, em­bora na maioria das vezes se­jam admirados e invejados por outros seres humanos, obvia­mente também muito doentes.

Na visão de Norberto Keppe, a pessoa mais sã – embora todas tenham algum grau de insani­dade – é aquela que não nega a voz da consciência dentro de si, que aceita ver em si as falhas e os erros. Somente o “Cristo” não era corrompido, o restante da humanidade necessita pra­ticar as virtudes para aceitar o bem, o belo e o verdadeiro, que são permanentemente ne­gados. Em sua análise, o mal é exatamente a privação do bem, decorrente da não admissão da existência inata do bem,do belo e do verdadeiro na essên­cia do homem.

Essas disposições são impres­cindíveis para que a inveja en­tronizada no homem enfraque­ça, possibilitando a recuperação da sanidade. A maioria absolu­ta das doenças humanas é con­sequência dessa inversão não conscientizada. A destruição da natureza não será interrompida a partir de seres humanos que inconscientemente projetam destruição em si, no próximo e na natureza como um todo.

Norberto Keppe escreveu inúmeros livros, publicados pela editora Proton. Entre eles estão O Homem Interior, Es­cravidão e Liberdade, A Li­bertação dos Povos, Trabalho e Capital e Sociopatologia. Atualmente possui os progra­mas com os títulos “Stop a Des­truição do Mundo” e “O Ho­mem Universal”, ambos gravados em São Paulo com vitrine para o mundo através do Youtube, Vimeo e do site Trilogy Channel. Já trabalhou na Policlínica de Psicanálise em Viena, depois nos Estados Unidos e em Paris. Atu­almente reside em São Paulo, onde desenvolve um relevante trabalho de conscientização da Inversão da Energética do Ser Humano, junto com a psicanalista e escritora Cláudia B. S. Pacheco, autora do livro A Cura pela Consciência.

A menos que o ser humano recobre a sua sanidade pela de­sinversão decorrente da com­preensão profunda da tremen­da inveja que é portador, tanto o homem quanto o planeta estão em risco de destruição.

Faculdade Trilógica Keppe & Pacheco (FATRI) será inaugurada dia 21/12 em Cambuquira MG

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

Vocacionada para o intercâmbio nacional e internacional, será a primeira faculdade do mundo a ensinar a Nova Física de Keppe e Tesla aplicada na tecnologia Keppe Motor, premiada internacionalmente por sua eficiência energética e inovação tecnológica. Outro aspecto inovador será o ensino de Gestão de Conflitos e da Psicanálise Integral, que unifica os campos da Teologia (Sentimento), Filosofia (Pensamento) e Ciência (Ação).

Com três cursos aprovados – Superior Tecnológico em Gestão Ambiental e Bacharelado em Teologia e em Artes Visuais – a Faculdade Trilógica Keppe e Pacheco (FATRI) será inaugurada em Cambuquira-MG dia 21 de dezembro, com atividades  das 10 às 21 horas. A cerimônia iniciará com Missa Solene na Paróquia  São Sebastião, seguida da apresentação das instalações e programas pedagógicos da FATRI. Às 20h  haverá espetáculos musicais e artísticos  no Theatro Thalia, auditório da Faculdade.

 

Inauguração da Faculdade e de suas Atividades Acesse: inauguracao.fatri.edu.br

 

Missão – Com a missão  de promover a desinversão da humanidade através da conscientização da psico-sócio-espírito-patologia, visando resgatar a bondade, a verdade e a beleza que são sua verdadeira essência, a FATRI utiliza-se da ciência Trilogia Analítica, criada pelo psicanalista Norberto R. Keppe. Além de cursos de pós-graduação em Cambuquira, já oferece Cursos de Pós-graduação nas suas Unidades I e II em São Paulo (capital): Gestão de Conflitos (Psico-Sócio-Espírito-Patologia), Teologia – Formando Líderes para um Novo Mundo, e Terapia em Sala de Aula.

Em Cambuquira, estes são os cursos de graduação  oferecidos inicialmente:

Superior Tecnológico de Gestão Ambiental – Keppe Motor – Com grande foco em eficiência energética, a FATRI ensinará Nova Física  e sua aplicação à Tecnologia Keppe Motor, única na inovação de motores de alta eficiência, e usada com painéis solares, sem uso de inversores, premiada internacionalmente. Seu aprendizado e o de empreendedorismo, possibilitará aos formandos atuar na área de ESCOS – Empresas  de Serviços de Conservação de Energia, assessorando firmas e pessoas sobre economia de consumo. Existentes na China, EUA e Europa as ESCOS começam a crescer no Brasil.

Gestão de Conflitos e Empreendedorismo – Todos os cursos serão transdisciplinares, com integração teórico-prática, terão aulas de Gestão de Conflitos e Psico-Sócio-Terapia, com base no método terapêutico de Norberto Keppe, e os alunos receberão aulas de empreendedorismo e nova economia (moedas sociais), para habilitá-los a trabalhar com autonomia e independência em suas próprias empresas, individuais ou coletivas..

Graduação em Teologia – Sua grande inovação é a união da Teologia com as disciplinas de Psicanálise Integral (Psico-Sócio-Espirito-Patologia), e Gestão de Conflitos. É a primeira e única verdadeira Psicanálise Cristã, pois trata da PSIQUE (ALMA) integrada à Filosofia Patrística e à Teologia Judaico-Cristã num corpo de teoria e método muito eficaz. A cada dia o ser humano enfrenta conflitos de ordem psicológica, psicossomática, social e espiritual e busca nas Igrejas a ajuda para tantos males. Porém, uma grande lacuna na formação dos religiosos de várias confissões, sejam elas Católica, Protestante, Evangélica, é o estudo e treinamento em psicoterapia. Ou seja, os teólogos não saem preparados para atender às necessidades emocionais e patológicas de seus fieis e acabam encaminhando-os para psicólogos e psiquiatras. Estes, por outro lado, não têm formação acadêmica para atender às necessidades espirituais de seus clientes.
A FATRI está dando início ao campo da Teologia Clínica, que inclui o estudo da Teologia Pura, da Filosofia Pura, e da Psicanálise Integral, já que a Psicologia Clínica e a Filosofia Clínica não foram suficientes para atender às necessidades da patologia do ser humano, que é um ser dotado de emoção, inteligência, espiritualidade, e suas ações são o reflexo desta integração (sanidade) ou desagregação (patologia). A Faculdade de Teologia vai oferecer também o curso de Pós-Graduação de Gestão de Conflitos (especialização) aos profissionais, teólogos ou outros que desejem essa capacitação.

Bacharelado em Artes Visuais – Terá o ensino não só de design gráfico, pintura, escultura, grafite, desenho, mas a integração com outras artes, como música, teatro, literatura e cinema. A missão da FATRI é a de “Promover a Consciência da Beleza e a Beleza da Consciência” pois sem o Belo não existe saúde, orgânica, psíquica e ambiental. As Artes, a Gestão de Conflitos e a Nova Física estarão em todos os cursos. E, pelo estudo de empreendedorismo, o profissional formado em Artes pela FATRI poderá integrar a sua produção artística à vida econômico-social.

A Faculdade para todas as Idades – A FATRI não se destina somente aos jovens e às pessoas que querem se graduar. Devido a suas inúmeras inovações, e disciplinas que só ela ensina, pode ser frequentada por pessoas de todas as idade, já formadas inclusive, e que desejam inovar,  atualizar e reciclar seus conhecimentos.

Sobre os idealizadores da FATRIA Faculdade Trilógica Keppe& Pacheco leva o nome de seus idealizadores, os psicanalistas e escritores Norberto da Rocha Keppe e Cláudia Bernhardt de Souza Pacheco, que fundaram  a Sociedade Internacional de Trilogia Analítica (Psicanálise Integral) e que, desde 1970, atuam nos Campos da Psico e Sociopatologia, Medicina Psicossomática, Educação, Nova Física e Tecnologia em vários países (EUA, Europa, América Latina, Brasil).

Em 1992 Cláudia Pacheco fundou em Paris a Associação STOP A Destruição do Mundo, de ação internacional, dedicada à conscientização das causas psico-sócio-espirituais da destruição do planeta e da humanidade, à  luz da ciência trilógica. Em 2004, a pedido de moradores de Cambuquira, desenvolveu com Keppe, dentro da STOP, um projeto de recuperação da cidade e região. O início foi a aquisição e reforma do histórico Hotel Empresa,  transformando-o no Grande Hotel Trilogia, um centro de Arte Cultura e Terapia. A FATRI é o coroamento desse esforço de décadas mantido pela Associação Keppe e Pacheco.

Contato para agendar reportagens e entrevistas:

Maurício Domingues 11 3032-4105 (São Paulo – SP) cursos@keppepacheco.com       www.keppepacheco.com

Faculdade Trilógica Keppe & Pacheco é credenciada pelo MEC em Cambuquira MG

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

Com muitas propostas que tornam seus cursos sui generis, a FATRI – Faculdade Trilógica Keppe e Pacheco – foi homologada pelo MEC em 21 de setembro último, para funcionar em Cambuquira, sul de Minas Gerais, pequena cidade cercada de Mata Atlântica e com as melhores águas minerais medicinais do mundo, num ambiente ideal para concentração e estudo.

Os 3 Cursos de Graduação oferecidos serão: Tecnológico em Gestão Ambiental, Bacharel em Artes Visuais e Bacharel em Teologia.

GESTÃO AMBIENTAL
Eficiência Energética e Keppe Motor

No Curso Superior Tecnológico de Gestão Ambiental, a FATRI capacitará gestores ambientais no sentido tradicional e gestores de conflitos psico-sócio-econômico- ecológicos, pois a ciência trilógica considera o ser humano como início e centro de tudo o que é realizado no meio ambiente e sociedade.

Como Proprietária da patente do Keppe Motor, o único motor eletromagnético ressonante do mercado, a FATRI será pioneira no ensino dessa tecnologia premiada mundialmente.

A Tecnologia Keppe Motor, combinada com painéis solares, será ensinada em aulas laboratoriais com os próprios inventores do motor.

Empreendedorismo e ESCOS

Outra inovação é a capacitação em Empreendedorismo e Economia Trilógica Solidária, habilitando os alunos a trabalhar com autonomia e independência, em suas próprias empresas, e atuando na área de ESCOS – Empresas de Serviços de Conservação de Energia, que existem aos milhares, principalmente na China, e recentemente no Brasil, oferecendo grandes possibilidades de operação.

TEOLOGIA e Gestão de Conflitos

O mundo nunca precisou tanto de Gestores de Conflitos espiritualizados nas empresas, instituições, ONGs, nas relações interculturais, inter-religiosas, inter-raciais, preparados para um aconselhamento mais equilibrado.

O Curso de Bacharel em Teologia une Teologia com Filosofia e Ciência. As matérias de Gestão de Conflitos com as bases da Psico- Sócio-Espírito-Patologia e da Medicina Psicossomática ajudarão os egressos a melhor gerir os conflitos emocionais e sociais, facilitando o entrosamento com o Ser Divino.

A Faculdade de Teologia da FATRI estudará o Ser Divino com base na tradição Judaico- Cristã, não confessional, e mostrará, pela análise dos textos da Trilogia Analítica, que a civilização só poderá continuar existindo se Deus for aceito e suas leis aplicadas em todas as áreas. Para isso, o Curso será rico em projetos práticos de aplicação psicosócio- espirituais.

FATRI
INOVAÇÃO,
INTEGRAÇÃO
TEÓRICO-PRÁTICA e
TRANSDISCIPLINARIDADE

A compreensão keppeana da Espiritopatologia (Demonologia) e sua influência na criação de doenças no indivíduo e sociedade é outra novidade do Curso de Teologia Trilógica. Psicoterapia e exorcismo se identificam na visão do psicanalista Norberto Keppe.

A Teologia da Faculdade Trilógica dará início à Teologia Clínica: mais uma inovação de nossa Instituição. Faculdade Trilógica Keppe & Pacheco é credenciada pelo MEC em Cambuquira M.G.

 ARTES VISUAIS

Sem a Estética (o Belo) não pode haver o Bem e a Verdade. Uma sociedade que considera a beleza como supérflua é doente. O Curso de Bacharelado de Artes Visuais terá abordagem interdisciplinar e interativa com a comunidade. Com ênfase no treinamento de produção de material cultural e educativo, integrará outras dimensões do Belo nas artes circenses, teatro, música, dança, produção audiovisual, poesia, literatura e até grafite estético.

Para Todas as Idades

A FATRI, devido às inúmeras inovações, e disciplinas que só ela ensina, pode ser frequentada por pessoas de todas as idades, já formadas inclusive, e que desejam ampliar, atualizar e reciclar seus conhecimentos.

O Tripé da Faculdade Trilógica

Todos os cursos trilógicos são transdisciplinares, visam a integração teórico-prática e a inovação em todos os campos. Este aprendizado habilitará os alunos a exercer com eficiência suas múltiplas funções.

www.fatri.edu.br

STOP FORUM – STOP a Corrupção

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

A Campanha STOP a Corrupção tem por objetivo conscientizar as pessoas de que a corrupção existe na base de toda conduta psicossocial, motivo pelo qual a humanidade chegou a um ponto quase sem retorno para uma verdadeira cultura e civilização.

STOP FORUM

18 de Novembro de 2017

APOIANDO A CAMPANHA CONTRA CORRUPÇÃO
PARA UM BRASIL MAIS ÉTICO, ÍNTEGRO E PRODUTIVO

O STOP Forum é mais um entre dezenas de eventos divulgados pelos associados da mídia STOP a Destruição do Mundo em diversos países, e que tem como finalidade principal conscientizar a população das causas psicossociais da destruição de nosso planeta e da humanidade.

A Fonte de Todas as Perturbações está na Corrupção

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

Lembro-me de que há trinta anos comecei a escrever um livro sobre medicina psicossomática, dentro do qual coloquei a histeria como fonte de todas as perturbações psíquicas. Não será difícil ao leitor, acostumado à literatura psicanalítica, verificar claramente uma inspiração freudiana — e também notar como Freud suavizou sobremaneira a etiologia das doenças humanas.

Só depois de trinta anos é que acredito realmente ter chegado à origem primeira de todos os males psicológicos e sociais, ou seja, a corrupção (interna) tanto na conduta como nos pensamentos e, principalmente, nas emoções. A maior parte dos seres humanos sente enorme prazer em corromper e estragar tudo; não são raros os indivíduos que pensam em jogar tinta nos quadros famosos, quebrar monumentos bonitos e arrebentar o mundo. Por esse motivo, o suicida acredita que está atacando a todos com o seu gesto — para não dizer do paranoico que agride diretamente. Essa é a causa fundamental de todas as doenças físicas, psíquicas e sociais.

Por que o ser humano corrompe? Essa pergunta foi feita a um grupo de clientes em psicoterapia, e nenhum deles foi capaz de responder.

Em análise individual, o adolescente L. M. falou que não estuda porque quer jogar futebol, que lhe causa mais prazer.

— Se você não estuda, o que lhe acontece? perguntei.

— Estrago minha inteligência.

— Então, o motivo principal de seu desprezo ao estudo é justamente o de corromper sua inteligência; não algo consciente, mas uma escolha que você faz sem notar (inconscientemente), eu lhe respondi.

Estou tentando trazer esse conhecimento para a humanidade:

1) que ela age em sua maior parte pelos sentimentos ruins, escondidos no inconsciente;

2) tal conduta nada tem a ver com a razão — que pouca influência exerce na vida da humanidade;

3) a corrupção é o elemento mais almejado porque é o que dá vazão à totalidade dos maus sentimentos que desejam se manifestar. Se não fosse assim, a sociedade não precisaria de leis para obrigar os seres humanos a agirem bem; não haveria nem exército ou polícia, desde que todos seriam leais à verdade.

A quase totalidade do tempo humano é consumido para “obrigar” o próximo e a nós mesmos a não causar demasiada deterioração. Cada ato do homem precisa ser controlado, para que não predomine a corrupção. Mas o mais interessante é que nem sempre tal atitude visa a colher benefícios — até parece que a maior parte é realizada visando ao próprio malefício!

A corrupção é antes de tudo mais danosa para o corruptor do que para qualquer outra pessoa — a não ser que ele tenha poder social; nesse caso, tudo muda de fi gura, e um só indivíduo assim poderá incendiar o mundo. Temos de diminuir os poderes que existem!

O ser humano está profundamente corrompido, seja pela própria natureza ou, principalmente, por sua vontade — ele age sempre de acordo com as vantagens imediatistas, e que não são honestas. Essa corrupção existe na base de toda conduta psicossocial, motivo pelo qual a humanidade chegou a um ponto quase sem retorno para uma verdadeira cultura e civilização.

O núcleo da problemática humana é a corrupção, que se tornou a base de todo o seu comportamento. Posso afirmar que o indivíduo louco é o “ignorante”, devido à luta que empreende contra o conhecimento; é fundamental notar que a palavra ignorância aqui não é sinônimo de escolaridade e que pouco diz quanto à verdadeira sabedoria, e geralmente até prejudica, ao bitolar a mente humana dentro de padrões parciais ou falsos da existência.

Norberto R. Keppe*, Extrato do livro A Libertação pelo Conhecimento – A Idade da Razão, pág. 18 – 2ª Edição

 

Jornal STOP – Edição Especial, publicada em parceria com Instituto Keppe & Pacheco | Ano IX – Nº8 

A Fonte de Todas as Perturbações está na Corrupção

As Mulheres e o Poder

Gestão de Conflitos – Psico-Sócio-Patologia

As Mulheres e o Poder

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

Cláudia B. S. Pacheco*, Extrato do livro A Libertação dos Povos – A Patologia do Poder, pág. 232

Mesmo após muitas lutas e reivindicações, a maioria das mulheres ainda atua nos bastidores da sociedade. Não pretendo fazer uma análise de todas as barbaridades cometidas contra as mulheres na história. Já existem muitos trabalhos que informaram bem sobre esposas espancadas e mortas; a discriminação nos empregos; as injustiças quanto a salários e muito mais.

Minha finalidade é alertar para um problema mais sério: como as mulheres vêm contribuindo para fortalecer o sistema de poder. 51% da população do planeta é de mulheres. Se as injustiças permanecem em tal grau entre os seres humanos, concluímos que nós, mulheres, não temos feito um bom trabalho para trazer paz, saúde e progresso para o mundo.

As mulheres estão lado a lado com os homens. Somos nós que convivemos intimamente com eles, que os educamos de crianças até a juventude, que lhes fornecemos os principais valores da existência. Como mães, babás, ou mesmo como professoras nas escolas temos, sem o saber, contribuído para a preservação desse esquema invertido de existência.

Com nosso exemplo e palavras, ensinamos as crianças a servirem e temerem aos poderosos. Não raro são as mães que incutem nos filhos o desejo de fama, poder e prestígio. A mulher não é diferente do homem. Psiquicamente somos até semelhantes demais no desejo pelo poder.

O problema é que a maneira de pensar das mulheres é idêntica à dos homens — querem dinheiro, prestígio e poder.

Os meios de que a mulher dispõe para competir socialmente são diferentes dos do homem — não tem a mesma força física — mas possui outros, dos quais se utiliza ao máximo, e que são por vezes altamente eficazes: a chantagem afetiva, a dependência sexual, a “aparente” fragilidade etc. Como não conseguiu tomar o poder para si, a mulher tenta se juntar aos poderosos para, através de um pacto diabólico, tirar o proveito que puder dentro dessa exploração.

Sim, é vergonhoso. Mas muito poucas mulheres tentaram modificar o status quo dominante. Teríamos conseguido, se tivéssemos nos empenhado neste sentido. O problema é que a maneira de pensar das mulheres é idêntica à dos homens — querem dinheiro, prestígio e poder.

Nós, mulheres, fomos nossas maiores inimigas pois desprezamos nosso poder verdadeiro que é o amor, a dedicação, a intuição, a paciência, a sensibilidade. Temos maior resistência às doenças físicas e à dor e não valorizamos isso. Temos enorme influência sobre as crianças, os homens de amanhã! Poderemos, se nos conscientizarmos disso, forçar a mudança deste mundo infernal para aquele que gostaríamos de viver. Para tal, necessitaremos de uma visão sincera da nossa psicopatologia, a fi m de nos fortalecermos internamente.

 

Artigo Publicado no Jornal STOP – Edição Especial, publicada em parceria com Instituto Keppe & Pacheco | Ano IX – Nº8 

A Fonte de Todas as Perturbações está na Corrupção

As Mulheres e o Poder

Gestão de Conflitos – Psico-Sócio-Patologia

Afinal, de onde vem nossa energia?

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

Mente sã em corpo são como diziam os gregos e romanos, ou corpo são de uma mente sã?

Cláudia B. S. Pacheco*, Extrato do livro De Olho na Saúde, pag. 33 – 2ª Edição

Será que se eu comer verduras, alimentos naturais, terei mais energia do que se comer carne e uma dieta baseada em proteínas? Será que se eu ingerir um cálice de vinho por dia, terei menos chances de ter um enfarte? E se eu evitar a ingestão de sal, alimentos gordurosos, ovos e álcool, eu me livrarei do risco de pressão alta e de complicações cardiovasculares?

Segredos da Longevidade

A cada dia multiplicam-se nas prateleiras das livrarias e nas revistas populares as receitas mágicas que dizem o que você deve ou não deve comer para ter mais saúde, mais energia, melhor disposição para o trabalho, livrar-se de uma série enorme de doenças. De outro lado, muitos dos casos registrados de maior longevidade, (pessoas que vivem acima de 100 anos), encontram se em regiões do planeta aonde estas regras alimentares ainda não tiveram acesso. Muitos são até camponeses, habituados há séculos à ingestão diária de comidas saturadas de colesterol, de bebidas alcoólicas, e não raro carente de vitaminas. São indivíduos que conservam-se ativos até os últimos momentos de vida, e que, na maioria, jamais precisaram de um médico, muito menos ainda de uma cirurgia. Um bom espírito dá origem a um corpo saudável.

Mente Sã

Mente sã em corpo são como diziam os gregos e romanos, ou corpo são de uma mente sã?

Keppe afirma que todas as doenças têm seu fundo psíquico, bem como toda a recuperação é resultado de um processo ao qual denomina de conscientização.

Energia essencial

Consciência é sinônimo de energia essencial, transcendental e responsável pelo reequilíbrio das vibrações das moléculas de nosso corpo. Um indivíduo que tem um espírito bom, belo e verdadeiro, terá em consequência suas funções mentais funcionando a todo o vapor e seu organismo cheio de saúde.

Maus sentimentos nos envenenam muito mais do que qualquer espécie de alimento que possamos ingerir pela boca e podem reduzir drasticamente nossa energia vital e nosso tempo de vida.

Farmácia Interior

Keppe vai mais longe e declara que a consciência (amor, razão e estética) é a verdadeira medicina para a cura dos males orgânicos, psicológicos ou sociais. Mas que consciência? Toda a consciência: da realidade boa, bela e verdadeira mas principalmente a percepção dos nossos erros, defeitos e problemas.

Só a pessoa que admite que é agressiva, poderá conter-se e neutralizar esse problema. Da mesma maneira, como pode um avarento deixar de sê-lo, se sequer admite a existência do problema? Pessoas dominantes, controladoras, frequentemente veem-se como boazinhas, oprimidas… Arrogantes, sentem-se rejeitadas e humilhadas pelos colegas… As mais invejosas, sentem-se o centro da inveja dos outros..

 *Cláudia B. S. Pacheco é psicanalista, cientista social e escritora, vice-presidente da SITA, presidente e fundadora da Associação STOP a Destruição do Mundo.

Sugestão de Leitura


 

 

metafisica-trilogica-um-01De Olho na Saúde – O ABC da Psicossomática Trilógica

A psicanalista Cláudia Bernhardt de Souza Pacheco fez uma coletânea de artigos que escreveu para o Diário Comercial do Rio de Janeiro, na qual, em linguagem simples e com ilustrações do artista plástico Nelson Coletti, trata de assuntos ligados à nossa saúde e qualidade de vida como relacionamentos, trabalho, depressão, problemas de obesidade, de autoajuda e muitos outros temas de nosso interesse.