O Que Perturba a Felicidade do Ser Humano – STOP 241

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:
Os problemas psíquicos do ser humano, como inveja, censura e projeção, geram muitos perigos à civilização atual, em que a globalização é, na verdade, uma particularização (a transferência das riquezas de todos para as mãos de um pequeno grupo de particulares). Os interesses sensoriais (só pelo material, por exemplo) são os principais fatores que perturbam sua felicidade.

 

origem-das-enfermidades-01-274x293A Origem das Enfermidades (Psíquicas, Orgânicas, Sociais)

Segundo o autor, «a capa deste livro constitui uma homenagem ao grande psiquiatra francês Philippe Pinel que no ano de 1798 libertou os doentes mentais das prisões que os amarravam fisicamente à verdadeiras masmorras que eram os hospitais psiquiátricos.

Minha intenção com este livro também é a de libertar os doentes psicológicos de seus sofrimentos (ansiedades e angústias), o que constituiria uma realização máxima para a humanidade – vamos dizer, uma libertação dos grilhões internos que acorrentam o ser humano às suas enfermidades».

 

decadencia-do-povo-americano e dos estados unidos norberto keppeA Decadência do Povo Americano e dos EUA

Livro pioneiro sobre a decadência americana, posteriormente muito copiado por outros autores, como Paul Kennedy e Norman Cousins, é a análise das causas psicológicas, filosóficas e econômico-sociais que levaram os EUA à decadência, diagnosticada por Keppe com anos de antecedência.

 

sociopatologia-01-274x293Sociopatologia

Este livro constitui um verdadeiro hino à beleza e às artes na civilização. O autor analisa o processo doentio da organização social mostrando suas origens e conseqüências, bem como uma forma de socioterapia (tratamento da patologia social).

Mostra que a ética, a estética e as artes são a base da civilização e da ciência e não a matemática, colocada erroneamente como base da vida científica e social.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*