a-resolucao-dos-conflitos-advem-da-interiorizacao-fatri

A Resolução dos Conflitos Advém da Interiorização

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

A senhora L.G. disse que o marido a impedia de viver a existência que queria, colocando empecilho ao seu trabalho.

— O que a senhora associa ao seu marido? — perguntei-lhe.
— Dificuldades… dificuldades…
— Coloque o seu marido no seu interior.
— Ah! O senhor pensa que sou eu que estou dificultando minha existência?
— É a senhora que está dizendo.

Bem antes da descoberta do processo de inversão, eu vinha tentando levar o cliente a ver, em seu íntimo, tudo o que olhava na sociedade e nas outras pessoas. É muito conhecido o exemplo, de Freud, sobre o espelho que o psicanalista seria para os clientes. Pois bem, estendi tal conceito de modo geral ao mundo exterior, colocando todos os fatos externos como referência aos internos.

A interiorização é o processo mais importante em toda a Psicanálise Integral, porque constitui na volta ao próprio interior: a fonte da vida e felicidade.

O senhor J. V., com a idade de 32 anos, veio fazer psicanálise devido a suas dificuldades no relacionamento afetivo-sexual; era homossexual.

J.V.: — Eu tinha uma dor de cabeça, que me parecia mais de consciência, pois, quando saí daqui, desapareceu completamente.

Psicanalista: — Dor de consciência do quê?

J.V.: — Da minha vida perdida, da forma que eu levei a vida, com todas as minhas bobeiras; com as atitudes destrutivas, juntamente ligadas ao homossexualismo; minhas invejas, complexos, megalomania, arrogância… não sei se acredito nisso.

Psicanalista: — Por que não admite que o senhor possa cometer erros?

J.V.: — Eu acho que não aceito a consciência de meus erros; penso que faço tudo certo, direitinho. A procura que faço da perfeição é tão grande, que não me deixa ver os erros que cometo.

Note o leitor, neste ponto, que o cliente não procurava bem a perfeição, mas se achava perfeito — por esse motivo, tinha dificuldade em admitir seus erros. Esse perfeccionismo é muito ligado ao que eu chamo de teomania: o desejo do homem de ser um outro deus.

J.V.: — Eu sempre tive a opinião de que a mulher não presta; quando meu irmão namorava eu queria separar os dois.

Psicanalista: — Essa ideia de separar um do outro, a que o senhor associa?

J.V.: — Separar… Separar…

Psicanalista: — Separar o interior de si mesmo; colocar o afeto longe. Viver fora de si.

Os fatos externos demonstram os psicológicos; eles se constituem no meio mais eficaz para que conscientizemos nossa realidade

 

Se o leitor reparar bem, verá um novo tipo de interpretação da Psicanálise Integral. Enquanto Freud analisava sob o ponto de vista do Complexo de Édipo, nós interiorizamos o seu significado, vendo-o como o tipo de relacionamento que uma pessoa tem para consigo mesma, o que ela faz com a sua vida interior.

A interiorização foi o primeiro passo que dei na compreensão e formação dessa ciência — devendo ser a sua finalidade, isto é, a sua consecução. No momento em que o indivíduo estiver bem interiorizado, terá chegado ao final do processo. Interiorização é a percepção do próprio interior; é a verdadeira tomada de consciência, porque é o contato direto com ela. Aliás, nós consideramos a consciência como algo existente por si, esperando apenas que a aceitemos — e aceitando-a, estaremos em contato com o Criador.

 

a-glorificacao-norberto-keppeNorberto R. Keppe
Extrato do livro A Glorificação

Psicanalista, filósofo, cientista social, pedagogo e físico independente, autor de 42 livros, fundador e presidente da SITA – Sociedade Internacional de Trilogia Analítica, que unificou a ciência à filosofia e teologia.

 

 

Boletim Informativo Ano I – N°4 | Faculdade Trilógica Keppe & Pacheco

odontologia-espiritualidade-psicoterapia-exorcismo-jornal-stop-destruicao-do-mundo-n-98-2

Odontologia e Espiritualidade: Conserve os seus Dentes Naturais

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

“Não existe doença alguma que não seja física e espiritual ao mesmo tempo”, como mostra Keppe em seu livro Psicoterapia e Exorcismo (2018).

As emoções negativas inconscientizadas alteram o funcionamento do organismo como podemos ver no caso da inveja.

M.N. relatou: – Quando eu era criança, minha professora mostrou uma foto de um sorriso lindo. Depois mostrou uma foto de dentes cariados. Então, pensei claramente que queria ficar com os dentes todos estragados. Mas, eu mesmo me assustei com essa ideia. Hoje, acho que esse pensamento veio de um espirito maligno, que devido à minha inveja, eu segui. Portanto, perdi muitos dentes.

Notamos através desse relato que o ser humano não é vítima dos malignos, mas através da atitude de inveja, se conecta com esses seres espirituais. “Qualquer coisa que se faça no campo físico, repercute no espiritual, e o mesmo sucede deste último, para o material, pois não podemos nos esquecer, que somos uma unidade, constituída de corpo e alma.” (KEPPE, 2018).

Márcia Sgrinhelli – CRO-SP 25.337
Heloísa Coelho – CRO-SP 27.357

(Av. Rebouças, 3887, atrás Shop. Eldorado)
Tel: (11) 3814-2159 | (11) 3814-0130
www.odontotrilogica.odo.br