Consequências do consumismo para o planeta – STOP 75

Compartilhe! Faça parte da campanha de conscientização:

O programa STOP a Destruição do Mundo mostra que para obter um autêntico desenvolvimento, o ser humano precisa conscientizar as causas reais dos problemas individuais e sociais, bem como suas consequências.

Um fator fundamental a ser conscientizado são as ideias e vontades invertidas. Por exemplo, a idéia de que quanto mais o ser humano consumir, será melhor para si e para a coletividade; isto está afetando negativamente não só a sua saúde e economia, mas do próprio planeta, levando o consumismo a ser considerado já uma doença.

O ser humano não dá valor ao que é (na essência) porque todo o bem está inconscientizado pela Inveja.

 

historia-secreta-do-brasil-01-274x293História Secreta do Brasil – Vº Império – O Milênio Universal

Este livro trata da História que não nos foi contada nos bancos e nos livros das escolas, que é a realização do Quinto Império (o Milênio ou a Parusia) na Terra a partir do Brasil.

Revela que desde sempre o ser humano esperou e trabalhou por um Mundo Novo de Justiça e Paz que um dia deveria ser organizado para todos, e os poderosos nos impediram de chegar lá. Profetas, homens e mulheres do povo, artistas, santos, e até alguns nobres e ricos viveram e morreram por este ideal.

 

A Medicina da Alma

“Os cuidados com a alma não favorecem apenas a saúde orgânica, mas trazem maior perfeição ao corpo.” Norberto R. Keppe

Publicado inicialmente em 1967., este livro é o clássico mais importante no campo da medicina psicossomática no Brasil até os dias atuais.
Constitui-se num guia prático para profissionais de saúde e leigos no entendimento e tratamento das enfermidades psíquicas e orgânicas.
Visão integral e unificada de Keppe, transforma os conceitos de doença e doente e já lança as bases para a Medicina Energética.

 

psicanalise-da-sociedade-01-274x293Psicanálise da Sociedade

Trata-se do estudo da patologia social, mas usando as descobertas de Sigmund Freud e Melanie Klein.

Os leitores, que já conhecem o trabalho trilógico, poderão observar que, naquele tempo (1975), Keppe tinha basicamente os mesmos conhecimentos de agora e idêntico anseio de resolver os problemas sociais (teomania, egocentrismo, narcisismo, sadismo, com predomínio do desejo de poder (errôneo), que elabora toda espécie de atritos e desavenças sociais).

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*